O evento de lançamento acontece no anfiteatro da Engenharia Mecânica da Poli-USP

FP-X é o novo veículo de competição desenvolvido e construído pela Poli Racing, equipe de alunos da Escola Politécnica da USP. A apresentação do carro será no dia 27 de setembro, a partir das 19 horas, no anfiteatro do prédio da Engenharia Mecânica, à avenida Prof. Mello Moraes, 2231 – Cidade Universitária – São Paulo (SP).

A Equipe Poli Racing, com seu FP-X, participará da 15ª Competição Fórmula SAE Brasil, em novembro, no Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo, em Piracicaba (SP). A competição é promovida para alunos de instituições de ensino superior pela SAE Brasil, associação voltada à tecnologia da mobilidade.

O Prof. Dr. Marcelo Alves, integrante do CEA, é orientador, desde 2008, da equipe da Poli-USP, que compete na categoria Combustão (carros equipados com mtores de quatro tempos e capacidade volumétrica máxima de 710 cm³).

A montadora Scania abre as inscrições para a terceira edição do Inovathon. A competição reúne universitários de todo o Brasil e tem o propósito de fomentar a discussão e ampliar o conhecimento sobre transporte sustentável. “Queremos aproximar a realidade de mercado das salas de aula e para isso criamos uma experiência única de aprendizado e troca entre os participantes”, explica Patricia Acioli, responsável por Corporate Relations, na Scania América Latina.

Este ano, o desafio ficou maior, com 72 horas de trabalho. Como nas edições anteriores, os grupos terão um estudo de caso para solucionar em 24 horas, além de uma vivência específica sobre a mobilidade, a nova etapa acrescida ao Inovathon 2018.

As inscrições devem ser feitas até o dia 27 de setembro, quinta-feira, pelo site: www.scanialatinamerica.com/inovathon. Para se cadastrar, o estudante precisa estar devidamente matriculado em instituição de ensino superior, ter conhecimento do idioma inglês, ser maior de 18 anos e com domicílio em território nacional. A competição terá três etapas, a fase classificatória, uma seletiva e a grande final que consagrará a equipe vencedora entre os dias 25 e 27 de outubro, em evento presencial realizado na Grande São Paulo.

Os cinco vencedores serão premiados com uma viagem para a Suécia para conhecerem a capital do país, Estocolmo, a sede da Scania na cidade de Södertälje.

Participação da Poli-USP

A Poli-USP destacou-se na primeira edição do Inovathon, realizado em 2016. Seis alunos da Poli estavam entre os 25 finalistas, que foram selecionados de um total de 600 inscritos. O aluno Jesus Emanuel Choquepuma Ilaquita, do curso de Engenharia Mecânica da Escola, integrou o grupo que venceu a competição.

De 22 a 25 de julho, os alunos da Poli-USP participam, nos Estados Unidos, da competição anual Global Vehicle Development Project, conhecida por tratar de desafios da mobilidade urbana. Acontece entre as universidades de 12 países que integram o Programa PACE (Partners for the Advancement of Collaborative Engineering Education), liderado pela General Motors mundial para o desenvolvimento da educação de engenharia automotiva. A competição será realizada na unidade da montadora – GM Global Technical Center, na cidade de Warren, Michigan, durante o Fórum PACE 2018.

Nesta edição, as equipes terão de apresentar o protótipo funcional (o veículo pronto para ser usado) de uma solução de mobilidade individual para cidades – Personal Urban Mobility Acess (PUMA), que complemente o transporte público, cobrindo pequenas distâncias, e atendam às necessidades de um cliente  específico. A equipe da Poli-USP decidiu, após pesquisa de mercado em São Paulo, desenvolver veículo portátil para pessoas mais velhas, entre 53 e 71 anos de idade.

O projeto da competição tem prazo de dois anos para ser concluído. Em 2017, aconteceu a primeira etapa do desafio PUMA, quando os alunos apresentaram a concepção do produto, uma maquete e o plano de negócio – a equipe da Poli ficou em 1.o lugar na categoria Market Research (pesquisa de mercado voltada ao consumidor), 2.o em Industrial Design, 2.o em Manufacturing Engineering, além da conquista do 2.o lugar na classificação geral. Agora, em 2018, etapa final, eles terão de mostrar, ao júri, o veículo pronto, percorrendo a pista de teste e superando obstáculos.

Os times da competição são formados obrigatoriamente por alunos de diferentes países, entre as instituições de engenharia e design que participam do Programa PACE. A iniciativa colabora para o intercâmbio das escolas e possibilita aos estudantes vivenciarem experiência similar ao ambiente de trabalho globalizado das empresas do setor automotivo. No time da Poli, há universitários da Índia, Estados Unidos, Alemanha, além do Brasil (Poli-USP e Instituto Mauá de Tecnologia).

Os alunos da Poli-USP são supervisionados pelo Prof. Dr. Marcelo Alves, do Centro de Engenharia Automotiva (CEA) da Escola.

O Brasil é o único país da América do Sul que participa do Programa PACE – a Poli-USP ingressou em 2005 como a primeira escola brasileira selecionada pelo Programa. As universidades são equipadas com software e laboratórios, oferecidos pelas empresas participantes no PACE. A Poli-USP possui quatro laboratórios equipados pelo Programa, com estações de trabalho e software para Computer Aided Design (CAD), Computer Aided Manufacturing (CAM) e Computer Aided Engineering (CAE), aplicados para conceber, projetar e fabricar veículos.

O evento terá palestra do Prof. Dr. Takahiro Fujimoto, da Universidade de Tóquio, renomado pesquisador do setor automotivo mundial e autor dos best-sellers Product Development Performance e The Evolution of a Manufacturing System at Toyota

O Centro de Engenharia Automotiva da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) e a Universidade Federal do ABC (UFABC) promovem o Simpósio Internacional Competing in the Sky and on the Ground (Competindo na Nuvem e no Solo), que debaterá a transformação por que passa o setor automotivo mundial e seus desafios tecnológicos para produzir o veículo conectado, elétrico/híbrido e autônomo. O evento será realizado no dia 16 de junho (sábado), das 9 às 12 horas, na Poli-USP, em São Paulo (SP).

O Prof. Dr. Takahiro Fujimoto, da Universidade de Tóquio, reconhecido pesquisador do setor automotivo mundial, ministrará a palestra principal: Competing in the Sky and on the Ground – Logic Behind Industrie 4.0, IoT and Connected Car. Ele abordará as mudanças disruptivas no desenvolvimento de produtos e processos produtivos nessa fase de transição do veículo a combustão para o veículo elétrico e conectado, dentro da quarta revolução industrial. O Prof. Fujimoto lidera o grupo de pesquisa em Gestão da Manufatura da Universidade de Tóquio, que estuda os impactos da Indústria 4.0 e da digitalização no desenvolvimento de produtos. Ele é autor de best-sellers como Product Development Performance e The Evolution of a Manufacturing System at Toyota.

“A disrupção tecnológica no setor automotivo é significativa. Hoje, temos o veículo a combustão manufaturado por grandes multinacionais em linhas de montagem modulares, com foco em produtividade e conceitos de Lean Manufacturing. Já o veículo elétrico traz novos players e fábricas hiperconectadas, cujo diferencial está na análise de dados, predições, previsões e estimativas, por meio da inteligência artificial, programação cognitiva e análise multivariável de dados”, diz o Prof. Dr. Ugo Ibusuki, do programa de Engenharia de Gestão da UFABC e pós-doutorando do Centro de Engenharia Automotiva (CEA) da Poli-USP. Ele será o moderador do debate que acontecerá logo após a palestra do professor Fujimoto.

O Simpósio promoverá o debate sobre como a indústria fará a transição para o veículo elétrico/conectado/autônomo, considerando as mudanças no produto, nos processos produtivos e modelos de negócio. A plateia conhecerá a opinião dos pesquisadores e poderá fazer perguntas. “A participação do professor Fujimoto enriquece muito o debate, porque além de ser um dos maiores estudiosos do tema, ele vive no Japão, onde as transformações já começaram e a transição será mais rápida do que no Brasil”, diz o Prof. Dr. Paulo Kaminski, que lidera o CEA, grupo de pesquisa em Engenharia Automotiva da Poli-USP.

Outro debatedor do Simpósio será o Prof. Dr. Marcelo Alves, que integra o grupo de pesquisadores do CEA da Poli-USP e tem experiência em projetos de máquinas e equipamentos, com ênfase em sistemas automotivos. “Os avanços até o momento são espetaculares e animadores. Após o desenvolvimento da tecnologia, haverá outra etapa que é o desenvolvimento da produção em série dos componentes e sistemas que tornam um veículo autônomo, o processo produtivo que possibilite o carro elétrico competitivo… São grandes desafios”, disse.

O evento é dirigido para engenheiros e demais profissionais que trabalham ou pesquisam o setor automotivo, em todas as áreas (desenvolvimento de produto, marketing, produção, modelos de negócio, etc.). A palestra e o debate serão em inglês.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no link https://goo.gl/Gq6hWJ  Para obter outras informações, os interessados em participar do Simpósio devem escrever para ugo.ibusuki@ufabc.edu.br

Serviço:

Simpósio Internacional: Competing in the Sky and on the Ground

Data: 16 de junho de 2018 (sábado) – das 9h00 às 12h00

Local: Escola Politécnica da Universidade de São Paulo

Auditório da Engenharia Mecânica

Av. Prof. Mello Moraes, nº 2.231 – Cidade Universitária – São Paulo – SP

Inscrições gratuitas e obrigatórias: https://goo.gl/Gq6hWJ

Informações: ugo.ibusuki@ufabc.edu.br

Agenda:

8h – 9h: Credenciamento

9h – 9h15: Abertura

Prof. Dr. Paulo Kaminski (CEA/Poli-USP)

9h15 -10h45: Palestra principal – Competing in the Sky and on the Ground – Logic Behind Industrie 4.0, IoT and Connected Car

Prof. Dr. Takahiro Fujimoto, da Universidade de Tóquio

10h45 -11h45:  Q&A com a plateia

Moderador:  Prof. Dr. Ugo Ibusuki (UFABC)

Debatedor: Prof. Dr. Marcelo Alves (CEA/Poli-USP)

11h45 -12h: Encerramento

Prof. Dr. Paulo Carlos Kaminski

*O evento será no idioma inglês

 

Before the turn of the millennium, it became clear that it was necessary to seek one or more energy sources in quantity, quality, and availability to replace the traditional carbon based sources. Among the available sources, solar energy, biomass, hydroelectric, wave, tidal, geothermal, and wind power can successfully substitute those traditional sources based on oil, gas, and coal.
As in the rest of the world, Brazil has spent great efforts in order to develop technology and implement new energy sources. Within this framework, São Paulo School of Advanced Science on Renewable Energies is an opportunity for the participating students and scholars to interact with world-renowned authorities (please, check the lecturer list) in an intensive two-week course in the vibrating city of São Paulo, the business heart of Brazil. In addition, the academic environment will also provide the opportunity for students as well as researchers in general, both national and international, to initiate or continue technical-scientific studies in Brazil and, particularly, in one of the international level universities of São Paulo state.
FAPESP, the São Paulo state  research funding agency,  will sponsor air tickets and staying expenses for selected national and international students to take part in the two-week school scheduled to occur from July 23rd to August 3rd. Students from all over the world are invited to apply now by submitting their CV and school transcript along with a recommendation letter. Last year graduation students as well as post-graduation students are encouraged to submit. The school has been dimensioned for 100 students. Selection will be based on academic records and the personal interest in carrying out post-graduation studies in an institution located in São Paulo state, Brazil. Application deadline is April 15th, 2018.
Para mais informações: www.usp.br/spsasre